29 setembro, 2015

Você não precisa ser magra pra ser feliz - WLFB

29 setembro, 2015

Oi pessu! Estou muito feliz em informar que fui uma das selecionadas para o We Love Fashion Blogs, um concurso super legal da Petit Jolie. Estou concorrendo com várias outras blogueiras incríveis então imaginem minha felicidade quando descobri que fui selecionada <3 No primeiro desafio proposto eu deveria escrever atitudes positivas que eu pratico no dia-a-dia e inspirar vocês com elas. A princípio achei que teria dificuldade, nunca me considerei a pessoa mais good vibes do mundo, mas ainda bem que me enganei.
Há muito tempo quero fazer um texto ou vídeo falando sobre assuntos que tenho trabalhado bastante em mim mesma. Auto-aceitação, amor próprio e confiança.


É bem obvio que não estou no padrão de beleza normal e acho que nunca estive. Meu manequim é 42, sempre estou tentando dietas e me forçando a ter coragem de ir pra academia, algumas vezes eu quero desesperadamente mudar e outras eu largo a mão de tudo. Não consigo me identificar completamente com meninas magras, o que fica bom nelas pode não ficar bom em mim, e usa-las de espelho não ajuda em nada na minha auto-confiança. Quando você não está 100% feliz com sua aparência  a vida é feita de altos e baixos na auto-estima. Mas apesar disso, sei também que não sou sou gorda nem plus size (tamanhos acima de 46) e também não me identifico com os blogs desse segmento, apesar de acha-los incríveis e inspiradores. A conclusão disso é que não sou nem gorda nem magra, não sofro os preconceitos que uma gordinha sofre, mas também não sou ovacionada e não posso me dar o luxo de usar tudo que uma menina magra usa.




Mas apesar dos pesares e das minhas inseguranças sempre fui feliz por conseguir deixa-las de lado, sempre tive coragem de usar cabelos, roupas e acessórios diferentes. Tenho uma grande dose de amor próprio que na maioria das vezes ganha a briga contra minhas inseguranças e assim consegui construir uma personalidade da qual me orgulho hoje em diaNunca me censurei ou deixei de usar algo que eu queria por não ter o corpo perfeito para isso. 

Só que nem sempre é assim, nem sempre acordo me sentindo bonita e muitas vezes caio na pegadinha do Instagram e fico com vontade de ter o corpo, o cabelo, a beleza e a vida de outra menina. E pra ajudar, existem os haters de sempre (aliás tenho uma hater que sempre me acompanha e deve estar lendo isso aqui, beijo querida!). Já li coisas ridículas como "Antes de ser blogueira emagreça" e "Onde você encontra roupas do seu tamanho?". Meu formspring era bombardeado por esse tipo de perguntas, que só podem ser feitas por pessoas infelizes com si mesmas. 

Por exemplo, quando estava num momento super bom publiquei essa foto e logo recebi várias mensagens de ódio anônimas. Essas críticas esdrúxulas me dão pena de quem perde tempo pra tentar atacar o outro dessa forma e me mostraram que quando seu corpo está fora do padrão e você está de bem com ele, isso incomoda muita gente. Incomoda por que a maioria das pessoas ainda está presa à padrões de beleza que são tóxicos para nossas mentes e não conseguem enxergar a beleza além disso. Isso me dava mais força ainda pra me amar, me impor e esbanjar toda confiança que eu consigo reunir.

A algum tempo tenho lido muitos textos ótimos sobre feminismo, a maneira como enxergamos nosso próprio corpo e o valor que atribuímos a ele, e isso tem me feito reafirmar sempre pra mim mesma que eu não preciso ser magra pra usar a roupa que quiser, não preciso ser magra pra poder usar o biquini que eu quero na praia, eu não preciso ser magra pra ser bonita, eu não preciso ser magra para me sentir incrível. E eu nunca posso deixar o fato de não ser magra me limitar de qualquer forma. Com esse sentimento crescendo cada vez mais dentro de mim, achei que seria legal fazer um #desabafo e tentar inspirar vocês um pouquinho com essas ideias.
Falar em fazer as pazes com o espelho é fácil, mas pra quem não é magra isso é uma puta dificuldade. Por isso vou compartilhar algumas coisas simples que eu faço no meu dia-a-dia pra me sentir mais feliz comigo mesma e tem dado muito certo.

1 - O lado bom dos haters
 Como eu disse lá encima, estar de bem com você mesma incomoda quem não tem a mesma auto-estima. Os haters me deram muita força pra encontrar o que eu amo em mim, e me ajudaram a fazer disso meu escudo. Nunca é legal ler coisas pejorativas, se você ainda não tem o poder de transformar essas críticas em algo positivo e que te fortaleça, tente não dar atenção. Depois que desativei meu formspring que permitia perguntas anônimas tenho me estressado bem menos!

2 - Praticando auto-confiança diariamente
Eu gosto de me sentir bonita, montar looks legais e me maquiar no meu dia-a-dia esse tipo de coisa faz eu me sentir muito bem comigo mesma, descubra o que te faz sentir mais confiante e pratique constantemente na sua vida.

3 - Escolha as inspirações certas
 Se as suas inseguranças tem a ver com peso assim como as minhas e você sente que não se encaixa no padrão magra de ser, mas também não se identifica com as blogueiras/modelos plus size, não caia na cilada de ficar comparando seu corpo com outros, nem de usar meninas super magras como exemplo. Muitas vezes isso não funciona como incentivo para emagrecer, e sim como uma âncora pra sua auto-confiança.


4 - Conheça e ame seu corpo Eu tenho certeza que você consegue apontar muitas coisas que não gosta em si mesma, mas já parou pra pensar nas coisas que você gosta? Tente focar nelas, use-as como seu ponto forte e faça com que elas te representem. Já imaginou quantas indústrias iam falir se todas as mulheres amassem seus corpos como são? Se empoderar é saber se amar.


5- Ter Auto-estima não quer dizer não querer mudar nada em você.

 Sei que muitas meninas por ai tem um corpo parecido com o meu e passam pelas mesmas inseguranças. Temos milhares de casos de mulheres que ultrapassaram limites em busca de se encaixar em um determinado padrão de beleza e tiveram resultados negativos tanto na saúde física quanto na saúde mental. Se amar e ter auto-estima não significa não querer mudar nada em você. Você pode não estar 100% feliz com  sua aparência, você pode ir atrás de mudanças que te façam sentir melhor, mas você NUNCA pode deixar isso te parar, te censurar, ou te colocar pra baixo.
Todas as mulher são oprimidas de alguma forma pela sociedade e por isso fomos forçadas a ter inseguranças,  sei que cada uma tem as suas e as vezes são várias! Essas são as minhas e como estou aprendendo a lidar melhor com elas pra ser mais feliz e otimista no meu dia-a-dia. Se você tem qualquer outro tipo de insegurança, sinta-se a vontade pra comentar e trocar dicas pra ter mais #diasiluminados e vai receber muito amor em troca <3




15 setembro, 2015

What's in my necessaire?

15 setembro, 2015

Tem vídeo novo no canal! Nem tão novo assim na verdade, por que gravei esse vídeo a muuuito tempo e lembrei que nunca tinha postado! hahahah Mostrei o que costumo levar na minha necessaire e meus produtos básicos preferidos. 
Tô amando cada vez mais fazer vídeos pro YouTube e querendo me dedicar a isso.  Aliás, vem coisa legal por ai! Quando o canal chegar nos 5mil inscritos vou liberar o tão pedido Room Tour <3 
Então se inscrevam e dêem muito like nos vídeos que gostarem para que mais gente veja os vídeos e se inscreva também. Além disso vão ter parcerias futuras beeem legais e quem estiver inscrito fica sabendo de tudo primeiro.
Espero que gostem do vídeo e semana que vem tem mais <3


Love Triangle Blog © 2014